sexta-feira, 9 de maio de 2008

A pregação do homem que mudou o mundo


O homem do qual estamos falando não concordaria com o título deste artigo, O apóstolo Paulo se considerava apenas um servo de Deus, um instrumento pelo qual o Senhor falava tremendamente ao coração dos homens e mulheres que eram chamados de gentios e não o homem responsável pela transformação na vida das pessoas.

Sem dúvida, quem conhecia de perto Saulo de Társo, nunca iria imaginar que ele se tornaria o maior pregador da doutrina que mais abominava. Um fariseu zeloso, da tribo de Benjamin, criado aos pés de Gamaliel que era uma referência de ensino farasáico naqueles tempos, seu modo de proceder era um exemplo e em muito se destacava dos judeus daquela época.

Cria piamente que estava no caminho certo, observando dezenas de costumes, muitas vezes cansativo e enfadonho para alguém que não tivesse um féa tão firme como Saulo tinha no Sinédrio, até porque, eles eram as autoridades máxima "estabelecida por Deus" para aquele tempo. Saulo nunca fazia corpo mole quando se tratava de perseguir e matar os tais "hereges" que criam em um tal de Jesus de Nazaré, não entendia porque, ele era só um filho de carpinteiro!

Entretanto, em certa perseguição que efetuava junto com alguns irmãos judeus, um tal de Estevão que estava a beira da morte fez com que esse tal de Jesus parecesse mais do que um um filho de carpinteiro, não se via ninguém morrendo e clamando a um filho de carpinteiro que já tinha morrido.

Mas Deus tinha outro plano para fariseu e estudioso Saulo de Tarso.

No caminho de volta, enquanto viajava no caminho de Damasco algo extraordinário aconteceu...

Aquele Jesus que até então era um mito se tornou real, bem real... em questão de minutos, tudo aquilo que ele tinha como verdade se tornou mentira, e o filho do carpinteiro se tornou, para ele, o Senhor e Salvador Jesus Cristo, o Filho do Deus Altíssimo.

Três anos depois desse maravilhoso encontro, o modelo de homens fariseus começou a carreira para ser um modelo de servo de Deus, quem mais perseguia foi o que mais contribuiu para o progresso do Reino de Deus, quem era Saulo, virou Paulo, quem era exaltado, se humilhou por amor a um homem: Jesus Cristo, o Filho de Deus!

"Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava. E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça "

- Apóstolo Paulo em carta aos Gálatas, capítulo 1, versículos onze ao quinze.

É assim que Deus faz!

Um comentário:

Romildo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.